01 setembro 2009

Muita criança em campo não pode!


Pasmem! O Internacional levou uma multa irrisória de R$ 150,00 por exceder o número máximo de 22 crianças dentro do gramado na entrada do time em dias de jogos. Tudo bem, em jogos como contra o Corinthians (19 de agosto), por exemplo, tinha mais de 100 crianças em campo, e eu até acho mais bonito o time entrar em campo correndo do que de mãos dadas com as crianças, defendo que elas tem que entra correndo também, junto com os atletas, fica mais vibrante e até acho que mais divertido para eles, mas a questão não é essa.
O que me indigna é que a CBF tem coisas muito mais sérias para se preocupar e tomar atitudes, mas não o faz, como punir de verdade “torcedores” violentos e baderneiros, jogadores que agridem colegas de profissão, cartolas corruptos e a falcatrua das arbitragens, como o escandaloso caso de 2005, que acabou não dando em nada, e que o mesmo Internacional acabou sendo penalizado, ou melhor, roubado mesmo.
É um absurdo, pois de tantas mazelas existentes dentro do futebol brasileiro e que não são sanadas, a CBF pune o Internacional por entrar com muitas crianças em campo e a denúncia surgiu logo em um jogo com o Corinthians. Será que já não é muita coincidência as punições do Inter, dentro e fora de campo, serem sempre com eles?