25 abril 2009

8 a 1? De novo?!

Alguns resultados do futebol são intitulados como clássicos, 1 a 0, 2 a 0, 2 a 1, entre outros, são alguns deles, tratado-se de finais de campeonatos então, em que os jogos costumam ser mais equilibrados eles são mais freqüentes. Contudo, o Internacional, consolidou-se campeão gaúcho de 2009 com uma goleada um tanto incomum, o colorado empilhou nada mais nada menos do que 8 a 1 na SER Caxias.
Até aí “tudo bem”, alguém pode dizer o que todos já sabem, ou seja, o Inter foi e é muito superior aos seus adversários nesse campeonato e o título era questão de esperar a data da final.
No entanto, o que me instigou a escrever esse texto não foi o fato da goleada de 8 a 1 em 2009, mas sim o fato de o placar da final de 2008 ter sido, incrivelmente, 8 a 1 também e contra um clube de Caxias do Sul, dessa vez o Juventude. Em dois anos consecutivos o Inter aplica avassaladoras goleadas em seus adversários nas finais do campeonato gaúcho.
É evidente que o Inter está num patamar muito acima dos clubes do interior do estado e possui com certeza um dos melhores plantéis do Brasil, mas mesmo assim fica a dúvida: essas goleadas foram mera superioridade técnica, coincidência, coisas do futebol, destino, fato extraordinário? Não sei! Mas que é intrigante um placar tão hiperbólico ao final do mesmo campeonato em dois anos consecutivos, ah... Isso não resta dúvidas!

07 abril 2009

O tradicional e esquecido futebol da Zona Sul.

Foto: Thiago Piccoli

Não há dúvidas de que a Zona Sul possui a maior concentração dos clubes mais tradicionais do estado do Rio Grande do Sul. Rio Grande, Pelotas e Bagé, juntas, possuem ao todo 9 títulos estaduais e clubes que já representaram suas cidades em Campeonatos Brasileiros como São Paulo/RG e Brasil/Pel. Contudo, infelizmente não se faz mais futebol só com tradição, camisa e torcida, o futebol moderno gira em torno do mercado, do capital e quem não tiver um aporte financeiro consistente está fadado a eternizar na Segundona Gaúcha.
Das oito equipes que representam as cidades supracitadas, seis estão disputando a Segundona 2009 (São Paulo, Rio Grande, Bagé, Guarany, Pelotas e Farroupilha), uma caiu para Segundona 2010 (Brasil) e outra há alguns anos não disputa competições oficiais (Riograndense/RG). Sendo assim, se nenhuma dessas equipes subir para a elite do futebol gaúcho do ano que vem, a Zona Sul não terá nenhum representante na Série A do Gauchão em 2010.
O que está havendo com o futebol? Equipes tradicionalíssimas, com torcidas maravilhosas como a do São Paulo e a do Brasil, por exemplo, estão fora da elite do futebol gaúcho, enquanto os chamados times de prefeituras ou de universidades, sem tradição, sem torcida, e por vezes sem estádio adequado, mas com aporte financeiro, ocupam o lugar dessas equipes, que têm torcida, têm títulos, têm camisa e têm história, mas não têm apoio e consequentemente, dinheiro.

01 abril 2009

Clássico eletrizante em Rio Grande.


São Paulo e Rio Grande fizeram um clássico eletrizante pela 4ª rodada da 1ª Fase da Segundona Gaúcha nesse domingo no estádio Aldo Dapuzzo. Para quem foi embora mais cedo do estádio ou desligou o radinho antes dirá: o São Paulo ganhou por 2 a 1! Pois ninguém mais esperava uma reação do Rio Grande, mas ela aconteceu.
O São Paulo, que marcou logo aos oito minutos com Henri, cedeu o empate para o Rio Grande aos 24 minutos, em cobrança de pênalti de Junior Xavier. No segundo tempo, o São Paulo voltou a marcar aos oito minutos com Schumacher. Esse resultado se arrastou até os 45 minutos do segundo tempo, quando novamente Junior Xavier, dessa vez de cabeça, empatou a partida.
Mas o castigo para a equipe rubro-verde, comandada por Paulo Cunha, ainda estava por vir. Quando ninguém esperava mais nada, Luis Paulo, aos 49 minutos, em uma jogada individual, driblando dois defensores e o goleiro, fez um golaço e liquidou a partida em 3 a 2 para o Rio Grande. Após o jogo houve muito protesto da torcida do São Paulo e o treinador Paulo Cunha pediu demissão, o que ainda não tinha sido aceito pela direção. Com a derrota, combinado com a vitória do Bagé sobre o Guarany, o São Paulo caiu para o terceiro lugar, já o Rio Grande, saiu da incomoda penúltima colocação e agora está em quarto com 5 pontos, um a menos que o São Paulo. Na próxima rodada o São Paulo vai até Santana do Livramento pegar o 14 de Julho, já que o jogo da 5ª rodada contra o Flamengo de Alegrete no Aldo Dapuzzo foi transferido para o dia 8 de abril, já o Rio Grande também vai até Santana do Livramento enfrentar o 14 de Julho, mas o jogo acontece nessa quinta-feira (02/04).